Migrantes, Unhcr: Necessário para atuar também nos países de origem

“O ponto mais fraco é a intervenção nos países de origem dos refugiados. É difícil intervir lá porque muitas vezes os interlocutores não são sólidos. A comunidade internacional deve dar um salto de abordagem nas questões da migração forçada “

É o que disse o Alto Comissário para os Refugiados, Filippo Grandi, em uma suposta intervenção em Roma. “Pedimos à Europa que estruture o compromisso para os refugiados com intervenção política para prevenir as causas de conflitos nos países de origem, apoio aos países de trânsito, até uma reforma dos mecanismos de asilo que permita maior justiça e maior eficácia “, acrescentou.