Migrantes, reunidos em Roma sobre a dignidade humana

A Cátedra de Bioética e Direitos Humanos da UIC em Roma, juntamente com o SIMI (Instituto Internacional de Migrações Scalabrini) e outros organismos, organizou um dia de discussão em Roma sobre o tema “A dignidade humana e os direitos humanos dos refugiados”. no âmbito do projecto europeu “Cidadãos Europeus pela Solidariedade” (EUROSOL), co-financiado pelo programa “Europa para os Cidadãos” da União Europeia.

O Fórum foi realizado na Sala de Mestrado da Universidade Européia de Roma e da Pontifícia Universidade Regina Apostolorum. O Fórum foi dividido em três sessões, cada uma com um tema relacionado à situação dos refugiados em uma perspectiva bioética. e direitos humanos.

Começou com “Refugiado, oportunidade ou ameaça? Contexto, causas e perspectivas. A situação do refugiado: as vozes dos protagonistas “com a intervenção do padre Aldo Skoda, diretor do SIMI, para continuar com o foco em” Direitos e deveres do refugiado na perspectiva da bioética “. O dia terminou com o tema “Integração dos refugiados numa perspectiva intercultural e religiosa”.

O objetivo do fórum é promover o diálogo intercultural, encontrar soluções criativas e propostas através da informação, conhecimento e compartilhamento de habilidades. Juntamente com os especialistas, os protagonistas deste debate serão os próprios refugiados e migrantes, bem como os políticos interessados ​​no atual desafio da migração.

Dentre as atuais autoridades, destacam-se: o diretor da Cátedra UNESCO, Alberto Garcia, diretor do SIMI (Instituto Internacional Scalabrini de Migração), Pe. Aldo Skoda Giorgio de Acutis, da Cruz Vermelha Italiana – Comitê da Área Metropolitana de Roma Capital e a pesquisadora doutora em sociologia e metodologia da pesquisa social, Veronica Roldan.