Papa: Com o nuclear arriscamo-nos a destruir a humanidade

“Na energia nuclear, em 34 anos, fomos além, além, além. Hoje estamos no limite. Isso pode ser discutido, é minha opinião, mas minha opinião está convencida. Estamos no limite da legalidade de ter e usar armas nucleares. Por quê? Porque hoje, com um arsenal nuclear tão sofisticado, arriscamos a destruição da humanidade, ou pelo menos a maior parte da humanidade. Para isso eu me conecto com o “Laudato si”. O que mudou? O crescimento de armas nucleares”.

Foi isso que o Papa Francisco disse nos últimos dias. “Hoje é permissível manter arsenais nucleares, como eles são, ou hoje, para salvar a criação, para salvar a humanidade, não é necessário voltar atrás?”, Perguntou o pontífice.