Comunidade aberta para responder a emergências fronteiriças Venezuela / Brasil

E ‘foi inaugurado em Pacaraima, cidade do Norte do Brasil, na fronteira com a Venezuela, uma nova comunidade de Irmãs Missionárias Scalabrinianas. A congregação, que desde a sua fundação lida com os migrantes, visa assim apoiar as famílias que estão chegando ao Brasil nos últimos meses porque a Venezuela é atingida por uma crise económica e social grave.

Há cerca de 50 mil venezuelanos, na verdade, você está pedindo ajuda para o Estado de Roraima, um dos 26 que compõe a federação brasileira. “Os migrantes estão buscando novas oportunidades na vida e no trabalho – explica Irmã Zenaide Ziliotto, superior da scalabriniano província ‘Maria, Mãe de migrantes’ – Damos-lhes oportunidades para aprender sobre o que eles podem oferecer ao Brasil e que você pode fazer quando você chegar aqui.”

Milhares chegam a Pacaraima, em uma jornada de cerca de 200 quilômetros. Eles andam um caminho que os vê viajar pela Avenida Panamericana que une os dois países. A Igreja e as Irmãs Missionárias Scalabrinianas estão envolvidos diariamente no serviço de alojamento e recepção, incluindo um pequeno-almoço diário é oferecido para cerca de 700 pessoas.

“Aqui em Pacaraima tem a Lampedusa do Brasil – acrescenta a irmã Zenaide – A cauda na fronteira é ótima. Eles vêm aqui para tentar encontrar um emprego e algo para comer. Eles vêm jovens, velhos, famílias, mulheres. É uma situação muito complexa “.