Educação Scalabriniana

This post is also available in: Inglês, Italiano, Espanhol

“A Congregação assume a Educação Cristã como um meio fundamental para realizar o apostolado específico, que possibilita ao ser humano crescimento em todas as dimensões e o capacita a dar sua resposta consciente e livre, como filho de Deus, ao projeto do Pai sobre si e sobre o mundo” (Cfr. Cost. n. 115).
Educazione scalabriniana

A Congregação Scalabriniana assume a educação cristã como forma privilegiada de promoção do “novo”, em todas as etapas da formação. As escolas Scalabrinianas, nos vários contextos e países, tem como principal objetivo a construção de uma sociedade mais humana, acolhedora, solidária e mais fraterna, que trasmita a cultura, e que também eduque à fé e à vida. Assim, os valores da tolerança, da aceitação das diferenças e da amizade permeiam as relações entre os membros da comunidade educativa.

esiA integração das escolas através da rede “Educação Scalabriniana Integrada” (ESI) possibilitou dar uma linha própria à educação, centrando a sua especificidade no que dinamiza os próprios valores da “scalabrinianidade”. Os contínuos encontros tem como objetivo dar continuidade à formação dos educadores a nível local, provincial, interprovincial e regional, levando em consideração o sonho educativo de Mons. Scalabrini, de Padre José Marchetti e de Madre Assunta Marchetti, os quais viam na educação uma das maiores possibilidades de promoção humana, de desenvolvimento cultural e de capacidade de compreensão de si mesmo e dos outros.

Segundo a norma n. 116 – das Constituições das Irmãs MSCS – as escolas Scalabrinianas são centros geradores de cultura que, em sua dinámica pedagógica, procuram produzir conhecimentos que promovam a vida e atitudes de respeito em suas relações. Por isso, os conteúdos do currículo são ricos de elementos que orientam o educando ao amor a Deus e ao próximo, que na ótica scalabriniana é o migrante mais pobre e necessitado; isto é, todos aqueles que você encontra no caminho, convidando-lhes à alegria da convivência, da partilha dos dons, da cultura e da vida.

Um dos grandes desafios enfrentados pelos educadores scalabrinianos é aquele de promover, em todas formas possíveis, a acolhida e o relacionamento serenos entre educadores e educandos, sobretudo, encorajando a estes últimos, ao encontro com os outros, embora se diversos em suas manifestações étnicas, culturais, sociais, religiosas e econômicas, diferenças estas que trazem consigo marcas do mistério de Deus, atualizado em Jesus Cristo. Sempre na ótica scalabriniana, a acolhida pressupõe dar espaço ao outro, para poder caminhar passo a passo com ele, para ocupar-se junto dos problemas da humanidade, desenvolvendo a cultura da paz e da tolerância, aprendendo as regras da boa convivência e harmonizando as diferenças num processo de verdadeira liberdade.

Pela qualidade da educação administrada, as nossas escolas são um laboratório de convivência fraterna, um grito de esperança para um mundo mais humano, mais harmonioso, mais amigo e, sendo assim, objetivam conduzir o homem a sua meta final: “Para que sejam uma só coisa como nós” (Jo 17,11), porque “vocês não são extrangeiros nem ‘migrantes’, mas são concidadãos dos santos e família de Deus’. (Ef. 2,19).

Educazione Scalabriniana